Apresentando a neve para as crianças

G0429953Theo andava pedindo para conhecer a neve já há algum tempo. Concordo que as vontade de uma criança de 4 anos não são lá super enfáticas, mas aí deixou na mãe dele a sementinha da vontade de levá-lo para fazer anjinho, guerra de neve e bonecos…

Foi quando descobri milhas vencendo da Air France. E não dá pra desperdiçar minhas valiosas certo? Elas dariam pra duas passagens, catando mais um pouco de milhas da Delta que é da mesma aliança, algumas horas de internet buscando um voo que saísse por milhas nas duas companhias e voilá, nos renderam 4 dias em Santiago. Como não tínhamos férias nem nada, era o máximo que dava pra passar. Suficiente para alguns bonecos de neve, anjinhos e guerrinhas.

Então que venha Santiago. A ideia aqui é contar um pouquinho de uma viagem pra neve com criança e bebê, a busca da melhor estação onde desse pra todo mundo se divertir um pouquinho. Escolhemos Santiago porque é a forma mais rápida de ver a neve na América do Sul. Bariloche, Ushuaia e outros destinos, necessitariam de conexão e um dia todo disponível para chegar lá, tudo o que nós não tínhamos. Mas se tiver mais tempo, não recomendo a neve de Santiago. Mais dura (dificilmente se tem neve em pó, aquela neve molinha e gostosa de cair), mais caro (esquiar em Santiago sai quase o dobro por dia do que em outros destinos) e mais deslocamento para chegar a montanha ( a não ser que vc fique hospedado no Valle, o que é ainda mais caro, você terá que encarar 1 hora de van ou transporte particular até o Cerro, todos os dias). Mas no nosso caso, era com certeza a melhor opção.

Passagens em mãos, vamos as hospedagens. Nossa primeira idéia é sempre flat ou apartamento, para termos a cozinha a nossa disposição. Dessa vez não foi diferente. Achamos um apartamento (tem centenas em Santiago) bem avaliado, no último bairro de Santiago (que diminuiria um pouco o tempo no transporte para a montanha) e novinho.

Você pode conhecer o apartamento nesse link.

Depois postaremos o que achamos dele. Mas um fato já foi bem positivo. Eles fornecem um número de whats app, mandei pedindo berço, informações sobre transportes em horários alternativos para as estações de esqui e eles prontamente me ajudaram e foram de muita gentileza. Estrelinha pra eles. O site é bom, os apartamentos são novos (já ficamos em apartamentos bem velhinhos e com menos manutenção, pelo mesmo preço) e tem portaria 24h.

Roupas de neve. Sim, precisamos das roupas especiais. O aluguel delas custa cerca de U$15 por dia. Então vai do seu uso. Bruno e eu já temos as roupas. As crianças tinham metade. Achamos mais vantagem aproveitar uma viagem a trabalho e trazer as roupas de fora do que alugar lá. Saiu o mesmo preço e ficaremos com elas. Detalhe, já tínhamos metade das coisas, por isso ficou vantajoso. Se for experimentar 2 ou 3 dias de neve, sem previsão de volta, com as crianças crescendo feito capim novo, melhor alugar! Onde? Falaremos mais abaixo.

Transporte para as estações. Se for de manhã, para passar o dia, tem várias formas. Tour que leva nas 3 estações principais (Farellones, La Parva e Valle Nevado), almoça por lá, brinca na neve e traz de volta pro hotel no final do dia. Você pode checar um exemplo dessa van por aqui. Van que faz o transporte para alguma estação específica (sai em torno da 7:30, 8 da manhã) e retorno lá pelas 17. Ou particular. Os preços dentre as agências que fazem saem mais ou menos a mesma coisa. Esse é o link de uma empresa grande, situada em Las Condes, que faz além do transporte, o aluguel de roupas, aulas de ski e aluguel de equipamento. Muitas empresas em Las Condes fazem essse esquema. Ela é uma boa referência, de confiança para subir ao cerro.

Não recomendo alugar carro. Além do trânsito ser pesado, serem mais de 60 curvas, perigo de black ice (gelo congelado na pista), pode ter a necessidade de correntes, é cansativo, depois de um dia na neve, descer dirigindo com extrema atenção e trânsito, montanha abaixo por mais de 1 hora. Uso transporte alternativo.

Um dica que achei preciosa e que é o que vamos usar. No primeiro dia, não subiremos a montanha de manhazinha, iremos mais tarde porque nosso voo chegará de madrugada. O pessoal do hotel, via whats app, nos recomendou o UBER Ski, dentro do aplicativo do Uber mesmo. Carros novos, 4×4, com correntes, que ficam a sua disposição o tempo inteiro, só pra vc e sua família, mas com a possibilidade de compartilhar, caso esteja sozinho ou queria. Pela metade do preço dos transportes particulares oferecidos pelas agências. Isso mesmo, metade do preço, com muito mais conforto! Um transporte particular de agência está cobrando nesse ano, cerca de U150.000 pesos e o Uber está cobrando 85.000. Esse Uber vai longe! Depois a gente conta a nossa experiência! Dá uma olhada nele nesse link.

Para completar as boas novas, se for para Valle Nevado Ski Resort, o visitante que vier de Uber pode solicitar ao motorista um voucher, que dá 15% de desconto no ingresso que dá acesso às pistas e aos teleféricos. E, na volta, não há nem necessidade de se preocupar em pedir um outro carro, pois o motorista que fez o trajeto até o Valle Nevado é o mesmo que leva os passageiros de volta a Santiago, que podem combinar o horário de retorno diretamente com o condutor.

Essas são as dicas e a organização antes da nossa viagem. Volta aqui para ver como ela foi e se todo esse nosso planejamento funcionou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s